Crítica de jogo 1# Fifa 15

Primeira crítica de jogos do blog e da minha vida. Fiquei pensando muito em qual escolher, o motivo? Não queria criticar nenhum de franquia, pois teria que falar um pouco de toda a série, entretanto, eu farei do Fifa 15, proveniente de uma longa franquia, uma das maiores da história da décima arte. Esse game me acompanha e acompanha também vários jovens, homens e mulheres. A EA Sports, sempre conseguiu realizar grandes feitos no setor do esporte, assim como o NBA, NFL, o Fifa é o de mais destaque. Além de ser de futebol, o que explica tanto sucesso, ele vem se desenvolvendo e se adaptando as novas tecnologias, e principalmente ao player.

fifa_15_game-wide

A mais recente edição, mostrou grande evolução, a jogabilidade cada vez mais realista, os esquemas táticos e organização do time estão mais profissionalizados. Uma coisa interessante é que os jogadores estão muito semelhantes aos reais, não apenas na aparência física, mas na forma de conduzir a bola, correr, passar e chutar. A organização defensiva também está mais instigante, o player precisa estar muito mais concentrado e atento, porém, a zaga faz a sua parte, não ficando algo amadora assim como os goleiros como eram nas primeiras edições.

31fotob

Posso dizer que o Fifa 15 exigi muito de quem está com o controle, o que desenvolve também o jogo e ao mesmo tempo a pessoa. Os times europeus estão muito compatíveis com a realidade, os times brasileiros e de outras nacionalidades deixam um pouco a desejar com a aparência, tendo muitos jogadores com estética genéricas, o que também é um pouco compreensível considerando que os produtores criam vários clubes e vários atletas.

fifa11

Os modos de jogo também ficaram melhores. O Ultimate Team está ficando muito legal, escolher os atletas, avaliar o entrosamento da equipe, do treinador, sabendo mesclar o individualismo com o coletivo. Também conseguiram potencializar o talento de grandes jogadores como os de Messi, Tévez, Sérgio Ramos, Ibrahimović e Cristiano Ronaldo. Os treinadores em especial também fazem uma diferença sobre como você quer ser portar diante de uma partida, seja ofensivo, defensivo, jogando pelos lados do campo ou mais equilibrado.

maxresdefault1

De zero a dez, eu dou um 9,0. Queria muito dar um dez, mas acho que não chegou o momento para isso. Não estou sendo muito rígido, mas fazendo uma profunda análise critica, ainda não está totalmente perfeito, porém, o jogo está próximo de conseguir isso. A prova disso foi a versão Demo que joguei do Fifa 16, onde senti muito mais mudanças, na forma de conduzir os jogadores, foi aplicado os erros ‘humanos’, no desiquilíbrio, o chute fraco, coisas recorrentes nas partidas de futebol.

Anúncios