The Walking Dead ganha novo clipe

A resistência contra Negan começou no novo clipe da sétima temporada de The Walking Dead. O grupo de Rick (Andrew Lincoln) começa a articular uma frene contra Negan (Jeffery Dean Morgan) para evitar um mal maior.

walkingdead-14.png

TWD tem novos episódios a partir do dia 12 de fevereiro, com transmissão no Brasil pela FOX.

Confira o clipe no link

Anúncios

Franquia terá experiência em realidade virtual

O Planeta dos Macacos ganhará uma experiência em realidade virtual produzida pela 20th Century Fox Innovation Lab. A informação foi divulgada em uma coletiva de imprensa em Las Vegas onde é mostrado uma demo de como os usuários poderão ser um macaco e enfrentar outro.

capamacacos

A ideia foi apresentada em um Oculus Rift, mas deverá ter outras plataformas disponíveis. No cinema, o  Planeta dos Macacos: A Guerra, estreia em 13 de julho de 2017.

Wayward Pines terá temporada exibida no Brasil

Wayard Pines terá a segunda temporada simultaneamente exibida nos Estados Unidos e no Brasil. A série de M. Night Shyamalan, teve confirmação da temporada em nota oficial da emissora Fox.

wp-s2_scn61_014_hires1_full

 

O seriado conta com dez episódios inéditos e que serão transmitidos sem intervalos e com áudio original de quarta para a quinta, a partir das 0h30, na FOX1, canal pertencente ao pacote premium do canal.

Vídeo mostra como foi realizada a cena do carro em Deadpool

Deadpool teve um vídeo divulgado onde mostra como foi realizado a sequência da cena em que o carro capota na rodovia. Segundo o estúdio Atomic Fiction, responsável pela produção de efeitos visuais, revelou como foram feitos os processos de criação e destaca que a maior parte de cena foi feita por computador.

deadpoolcapota

O longa contou com Ryan Reynolds (Deadpool), Morena Baccarin (Copycat), Briana Hildebrand (Negasonic Teenage Warhead), Ed Skrein (Ajax), Gina Carano (Angel Dust) e T.J. Miller (Weasel). O roteiro é de Rhett Reese e Paul Wernick. A direção foi de Tim Miller e estreou em 11 fevereiro.

Confira o vídeo:

Crítica de série 43# Politicamente Incorreto

A série brasileira está disponível na Netflix. Protagonizado por Danilo Gentili, vivendo o deputado federal Atílio, possui em uma temporada, oito episódios tentando mostrar a vivência do legislativo federal. É interessante que em cada episódio, colocam-se situações em que um deputado tradicional, seguindo a premissa da corrupção e de pouco trabalho, ele tentaria se livrar das situações adversas.

danilo-blog

Considero que a proposta central do seriado é muito interessante, entretanto, a trama cai na rede do senso comum, generalista e pouco instigante. Fazer algo com a temática de política, com piadas previsíveis sobre o mal-caratismo e outros elementos estereotipados, acaba tendo a comédia toda perdida pela falta de um processo criativo diferente.

maxresdefault

O áudio é mediano, a qualidade da fotografia deixa muito a desejar, embora não seja o foco central da série, a utilização de bons enquadramentos e a utilização de objetos nos ambientes, poderiam deixar o enredo mais profissional. As atuações de modo geral foram muito simplórias, sem emoção ou uma abertura de situações cômicas. Minha nota para o seriado é 1,0.

Crítica de filme 41# Deadpool

Você já imaginou um filme que do início ao fim gozasse do protagonista e a sua vida, piadas externas e internas sobre como é o andamento da produção? Eu vi isso em Deadpool. Ryan Reynolds tinha o desafio de se recuperar depois do fatídico Lanterna Verde. Sua carreira estava sendo muito questionada. O risco de um novo fracasso era grande, o marketing extremo sobre o longa, poderia dar a entender uma superestimação.

pçl

Entretanto, cumpriu com as expectativas. Deadpool é um herói engraçado, sarcástico e zoeiro. O personagem também mostrou profundidade emotiva, mostrou seu lado humano, suas perdas e o sacríficio em busca de uma vingança em troca de um amor. A busca pela sua cura do câncer e a sua cura individual. Cenas de violência e de sexo também estiveram presentes na trama.

deadpool-movie-stills-dream

Além do foco do personagem em flashbacks e as intercalações com piadas e cenas de ações muito bem executadas, o longa também trouxe uma variação de trilhas sonoras, fotografia mediana e a ligação com o universo X-Men. A cena pós-crédito mostrou a essência do mercenário terminando de forma inesperada e a novidade do segundo filme.

Crítica de série 40# Lie to Me

Lie to Me possui como uma das características humanas mais primordiais que é a percepção ou tentativa em analisar as pessoas. Saber além de suas palavras, na forma como são ditas, para dizer se o indivíduo está mentindo ou não, se está nervoso, calmo, ou qualquer alteração de sensações e sentimentos. Dr. Cal Lightman vivido por Tim Roth, possui o objetivo de detectar fraudes, observando linguagens corporais e micro expressões faciais.

kinopoisk.ru

Dr. Gillian Foster (Kelli Williams), também é extremamente importante na trama, sua análise mais cuidadosa e profunda, complementa o processo laboral de combate a mentira. Ela também orienta a equipe de psicólogos e outros profissionais, além de ser um conselheiro de Cal em vários momentos.

Gillian-high-quality-lie-to-me-31452984-1024-569

A série é muito bem dividida em episódios com temas específicos bem abordados, em situações do cotidiano, onde passam despercebidos para pessoas comuns. A tensão e o conjunto de sentimentos acabam atravessando o profissionalismo, o que as vezes dificultava o processo de trabalho. Fotografia é mediana, trilhas sonoras não possuem destaque, mas o roteiro e os enredos são bem executados. Minha nota é 8,0.